quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Enquanto a minha alma viver

Quem é que te deu o direito de abrir a porta da minha vida e entrar nela como se dela fosses o dono?
Ninguém.
Quem é que te permitiu roubares a única chave que abria o meu coração e entrares nele como se fosse o teu?
Ninguém.
Mas tu entraste e serviste-te como se estivesses em casa. Abriste todas as prateleiras à procura do que havia de melhor e levaste-o. Não deixaste nada. Aliás, deixaste. Por onde passaste deixaste um rasto de destruição. Tudo ficou um caos, em cacos.
E agora, quem é que vai fechar este abismo que abriste no meu peito? Quem é que vai aconchegar a minha alma cansada e dorida nas noites tristonhas que o teu vazio deixou no meu ser?
Tenho a alma exausta e pesarosa. O corpo, esse, já não o sinto sequer. Resta apenas a dor constante da saudade e da perda. Agora, é a minha companhia. Só ela me lembra que tu um dia exististe e me fizeste bem. Sim, porque tu já me fizeste sorrir. Fizeste-me a pessoa mais feliz do mundo e ensinaste-me a amar de um modo livre e incondicional.
Para quê? Para depois me derrubares, espezinhares, pontapeares? Deste-me o céu e achaste-te no direito de me mostrares o inferno.
E agora, quem é que me vai mostrar que o mundo não acabou só porque decidiste bater com a porta da minha vida? Quem é que vai fechar as fendas que deixaste no meu corpo com a tua partida? Quem é que vai tratar da minha loucura provocada pela tua ausência?
Ninguém. Não existe ninguém à minha volta. Deixei tudo para ser tua e agora que fugiste fiquei sozinha.
Sinto uma dor enorme no meu peito. Estou a queimar.
Vou amar-te até que a minha alma morra. O corpo, esse, já morreu.

DC

11 comentários:

  1. Quando muitas vezes não comentas apenas por ter "medo" ou ficar com o nariz torcido a pensar se irá estar ao nível dos meus textos. (como vocês dizem)

    "Enche-te sempre de tudo de bom do que o mundo tem para nós.. Porque até no poço mais fundo sentes a firmeza de um solo que nos suporta."

    Explica isto de novo. Não percebi tudo. :$ Penso que falta uma letra...

    ResponderEliminar
  2. Ps: Gostei do texto. Lindo e já agora, obrigado pelo comentário. :)

    ResponderEliminar
  3. Há aí partes que se me aplicam tão bem :s

    Amei o texto

    ***

    ResponderEliminar
  4. "Fizeste-me a pessoa mais feliz do mundo e ensinaste-me a amar de um modo livre e incondicional.
    Para quê? Para depois me derrubares, espezinhares, pontapeares?" Como eu te percebo =x adorei o texto*

    ResponderEliminar
  5. Entao nao permito? Senta-te ao meu lado, já que estamos as duas cansadas x)

    ResponderEliminar
  6. Sim, so um pouqinho. Ou os comboios passam e nós nao apanhamos nenhum x) haverá alguém do outro lado da linha à espera da nossa Chegada =)

    ResponderEliminar
  7. Sim, vamos correr atrás desse pedaço-de-chocolate x)

    ResponderEliminar
  8. PAra a menina oliveirense, pode sempre ir a Aveiro.. :D perto do estadio.. :)

    ResponderEliminar
  9. À volta desta fogueira
    Aquecem os corações, almas penadas
    À volta desta fogueira ninguém foge
    Todos contam lendas de pessoas encantadas

    Todos rezam, todos pedem
    Que desça o céu à terra
    Todos falam de um anjo
    Que travou uma santa guerra

    Manto de água, mundo verde
    Manhãs de sol posto no céu
    Às vezes a luz perde-se na noite
    À vezes um coração veste um negro véu


    Mágico beijo

    ResponderEliminar

E as cartas lançadas são ..

Este blog tem direitos de autor ! Favor não copiar nada sem ordem, capiche ?

Fieis jogadores

Jogadores que por aqui passam