terça-feira, 14 de julho de 2009

Amor à primeira vista?


Há pessoas que têm uma espécie de “cheiro” misterioso. Cheiro esse que o nosso coração capta à sua passagem. É um “cheiro” que enfeitiça, que aprisiona. Esse cheiro entranha-se no mais profundo do nosso ser. Ocupa-nos constantemente o pensamento e o coração. Acorrenta-nos a alma. E ficamos dependentes, como antes nunca tínhamos ficado. Tornamo-nos frágeis, como antes nunca tínhamos sido. Numa fracção de segundos todo o nosso mundo interior mudou. Todas as certezas que tínhamos mudaram. Não voltamos a gostar dos mesmos sabores, das mesmas cores. As mesmas coisas já não dão o prazer de antigamente. Agora, só aquele cheiro nos reaviva a memória e nos lembra de como é bom estar vivo. Cada segundo é uma dor lancinante por não o ter mais. É também uma alegria exuberante pela certeza de o ter sentido um dia. Não sabemos mais se havemos de rir ou de chorar. Não sabemos mais que rumo dar à nossa vida. Toda a nossa procura pela felicidade cessa. E inicia-se uma nova procura. A procura incessante daquele cheiro. E a nossa vida resume-se a isso. Resume-se à procura de algo que não temos, que não conhecemos. Algo que não é nosso e que poderá nunca ser, mas que desejamos impetuosamente que seja. Desejamos possui-lo e que ele nos possua. Desejamos tê-lo, tocá-lo, senti-lo. Ouvir o bater do seu coração junto ao nosso. E quando percebemos que não o podemos ter, continuamos a desejá-lo. A desejar vê-lo, nem que seja só para ter a certeza que ele está bem e que podemos continuar a sofrer por ele, quem sabe continuar a ter esperança. Continuar com o nosso mundo parado.
Tic-tac..tic-tac..tic-tac. O relógio na parede anuncia que o tempo continua, que a vida continua. No entanto, tudo em nós parou. Só ficou a memória constante daquele cheiro.
Amor à primeira vista?

Importada da lua, DC

20 comentários:

  1. amor, é mais fantastico que existe. muda tudo a sua volta. força colossal que move as montanhas e o mais pesado dos pesados - os nosso mundos.

    uma pergunta: amas a ti? ^^

    ResponderEliminar
  2. OBRIGADA ! :D

    É mesmo isso, grande descrição +.+

    "E quando percebemos que não o podemos ter, continuamos a desejá-lo." Esta frase descreve tudo. Ficamos presas por um laço,
    um laço forte que nunca se irá desfazer. Acreditas mesmo nisso? Acreditas que fique em nós para sempre?

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  3. Mas como é que é possível? Não é justo, percebes? Não é justo olhar para uma pessoa e apaixonarmo-nos logo por ela, mas amor a sério, e depois não servir de nada :/

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  4. Por muito que se aprenda, era melhor que desse certo. Para além de que a distância também influencia :/

    E pior pior, é quando nesse olhar pensas que ficas a conhecer tudo sobre a pessoa, mas depois começas a conhecê-la e a decepção é enorme. Mas continuas a amá-la. Talvz porque o cheiro continua a ser o mesmo :/

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  5. Mas a amizade não tem nada a ver com o amor. Nunca se confia verdadeiramente no nosso par, mas confiamos sempre nos amigos. Porque se pode ter vários amigos, e não há ciumes, mas não se pode ter vários amores :/

    Talvez isso de gostarmos mais da forma que somos quando estamos com aquela pessoa do que aquela pessoa, seja mesmo verdade. Parece egoísta, mas no fundo é a resolução de tudo. Nós mudamos, ele muda, e de repente já não resulta :/

    (Hoje não tou muito poética, sorry)

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  6. Eu já cheguei a esse ponto, mas entre as mudanças houve outras coisas mais tristes. Mas não importa, porque eu ultrapassei isso. Para agora estar outra vez envolta em sofrimento por algué que vi de relance uma vez :C

    Talvez tenha tudo a ver, mas não é a mesma coisa. Obrigada pelos conselhos :)

    ResponderEliminar
  7. Vi este blog por honra da nossa bloguista em comum, estrelinha e decidi-me a seguir-te.
    Á que dizer que escreves muito bem, senti-me cativado =D

    Fiquei fã e vou continuar atento .

    ResponderEliminar
  8. O amor poderá ser fabricado?
    Será que esse cheiro que sentimos será apenas reacções quimicas?
    Acredito que não.
    Algo de inexplicável

    ResponderEliminar
  9. É que é mesmo, mesmo, mesmo, mesmo isso.

    Ainda guardo O cheiro, AQUELE cheiro.

    Tiraste-me as palavras...

    ***

    ResponderEliminar
  10. Acredita. E às vezes quando vais na rua e de repente surge O cheiro e andámos a procurar por toda a parte mas...não está :S

    ResponderEliminar
  11. Sim...acho que estou na transição dessa fase para a outra que estou a tentar descobrir qual é...

    ResponderEliminar
  12. Sim, gosto de acreditar nisso.

    Gosto de acreditar que cada lágrima valeu para me tornar mais forte e aprender. Aprender a dar valor àquilo que tenho e a não pôr a minha vida a depender daquele cheiro.

    ResponderEliminar
  13. é mesmo, eu fiquei de boca aberta.
    o meu namorado de vez em qd sai-se com cada frase...lol


    *

    ResponderEliminar
  14. pronto, o proximo post sobre o amor a primeira vista sou eu que o faço! :)

    *

    ResponderEliminar
  15. Pode ser! O nome é bom ! xD

    Os States esperam-nos ! :)

    ResponderEliminar
  16. Amor, é um tema que me faz hesitar porque, até hoje, percebi que nos limita a sentir, à primeira vista, encanto-me, espanto-me e também cheiro!
    Parabéns.
    Gostei do teu blogue

    ResponderEliminar
  17. So que eu nao quero ter que ser sempre eu a fazer isso.

    *

    ResponderEliminar

E as cartas lançadas são ..

Este blog tem direitos de autor ! Favor não copiar nada sem ordem, capiche ?

Fieis jogadores

Jogadores que por aqui passam